Quando terminei de tomar banho, prestei um pouco de atenção em meu reflexo no espelho. Sem perceber, acabei sorrindo. E, meu Deus, eu amei aquele sorriso. Amei a curva que fazia em meu rosto, no espelho embaçado pelo vapor da água quente. Também adorei a forma como aquilo acendia em meu rosto, me deixando por alguns instantes, feliz. Quando comecei a secar meu corpo, meus dedos! Eu nunca havia prestado tanta atenção assim, eram levemente tortos, não eram muito parecidos uns com os outros, mas era lindos; o tamanho, as unhas ruidas, tudo. Seguindo pelo meu braço, tão brancos quanto o vapor, nada muito especial por lá, mas eram tão lindos. Segui para meu tórax. E outra vez, nada muito chamativo. Mas eu amei minhas clavículas que saltavam quando eu movia os ombros para frente. E mais pra baixo, o formato do meu umbigo. Eu nunca havia percebido, para era algo tão único, tão meu, impossível não amar. Desci pelas minhas pernas, não eram perfeitas. Na verdade, eram sim, eram minhas, eram lindas, eram perfeitas. Cheguei nos meus pés. Sempre achei que fossem grandes demais, mas não eram. Eu não parecia um pato com eles, eles eram lindos na verdade. Não chamavam atenção, eram simplesmente meus, simplesmente exatamente da forma que eu queria que fossem. Eu não mudaria nada ali, mesmo que eu pudesse. Eu não mudaria meu nariz, nem meus olhos, menos ainda meus cabelos. Eu não tinha problema com minhas orelhas mais, não buscava sempre tapa-las. E minha testa não era assim tão demasiadamente grande. Meu corpo era lindo. Se eu pudesse escolher cada detalhe, deixaria cada marquinha de sol exatamente onde estavam. Era eu ali. Era meu corpo, minha vida estava ali, diante do espelho. E sinceramente, nunca me senti tão sortudo por ser eu. Toda a nudez não ocultava nenhum dos defeitos, que aliás, quem disse que são defeitos? Se forem, são perfeitos pra mim. E conforme as gotas de água escorriam por mim, me sentia mais leve. A sujeira que eu carregava na alma, parecia descer lentamente por aquelas gotículas. E conforme eu me olhava, eu me amava mais. Amei tudo aquilo que sempre quis mudar em mim, e me abracei com força. Meu corpo não tinha mudado, mas eu sim. Eu me amei. A partir daquele momento, eu ainda era a mesma pessoa, com os meus defeitos, mas eu me amava. De verdade, sem precisar esconder meus detalhes de ninguém. Tanto tempo para finalmente perceber… como eu nunca notei isso? Eu sou perfeito exatamente da forma que sou. Eu sou meus defeitos, cicatrizes e falhas. Memórias, amores e lágrimas. Exageros, timidez e preguiça. Eu finalmente era eu.
A culpa é mesmo das estrelas?  (via doistonsdeamor)
Posted 17 August 2014, 3 days ago | 1,939 notes | reblog this post
(originally alentador / via doistonsdeamor)
Posted 17 August 2014, 3 days ago | 7,858 notes | reblog this post
(originally desejadinha / via milasays)

Vê se não esquece de Deus nas horas boas.

Posted 17 August 2014, 3 days ago | 33 notes | reblog this post
(originally amoremdoseselevadas / via amoremdoseselevadas)
A gente só conhece bem as coisas que cativou. Os homens não têm mais tempo de conhecer coisa alguma. Compram tudo prontinho nas lojas. Mas como não existem lojas de amigos, os homens não têm mais amigos. Se tu queres um amigo, cativa-o.
O Pequeno Príncipe. (via moan-s)
Posted 17 August 2014, 3 days ago | 12,406 notes | reblog this post
(originally moan-s / via moan-s)
Posted 17 August 2014, 3 days ago | 16,505 notes | reblog this post
(originally remanejado / via dontcry-baby)
Eu quero alguém que chegue e fique, mas por querer ficar.
Posted 17 August 2014, 3 days ago | 14 notes | reblog this post
(originally felicidademascarada / via felicidademascarada)
Posted 17 August 2014, 3 days ago | 1,017 notes | reblog this post
(originally teleportear / via teleportear)
E de repente fica frio. Em todos os sentidos.
Tati Bernardi   (via florejaram)
Posted 17 August 2014, 3 days ago | 74,026 notes | reblog this post
(originally so-quotes / via dontcry-baby)
1st page
askbox
"Quero meus amigos de verdade sempre perto. Minha família sempre ao lado. Gente boa me rondando. O resto eu não quero. Gente que suga, que só quer, que não sabe ouvir, que tem inveja, que não sabe rir de si mesma. Não quero isso na minha vida. Eu quero claridade, entende? Gente clara, transparente. Que pisa na bola, mas entende, volta atrás, se assume."
Tempo, tempo, tempo, tempo (...)
Ser ou Parecer
Errou? Então faça desse erro uma lição! (:
RBD \õ/
theme por affectingyou; com detalhes de decepcionar, sk8er-girl e desesperancoso.